10 melhores filmes da Pixar Animation Studios

Pixar Animation Studios, popularmente conhecido como Pixar, é um estúdio americano de animação por computador que recebeu o crédito por produzir dezenas de filmes aclamados pela crítica. O estúdio baseado em Emeryville, Califórnia, é uma subsidiária da The Walt Disney Studios, que faz parte do Walt Disney Companhia.

A Pixar é famosa por seus longas-metragens, todos desenvolvidos pelo RenderMan. Até o momento da redação (23 de julho de 2020), o estúdio havia produzido um total de 22 longas-metragens. Seu primeiro projeto, Toy Story (1995), foi um desenvolvimento inovador na indústria cinematográfica, sendo o primeiro longa-metragem de animação por computador produzido.

A história da Pixar remonta a 1979. Na época, o estúdio fazia parte do Graphics Group, uma divisão de informática da Lucasfilm. No entanto, em fevereiro de 1986, a Pixar se tornou uma entidade corporativa após receber financiamento do cofundador da Apple, Steve Jobs . Como resultado, Jobs se tornou o acionista majoritário da Pixar. O estúdio acabou sendo adquirido pela Disney em 2006, a um custo de US $ 7,4 bilhões.

Além de seus filmes animados por computador, a Pixar também produziu vários curtas-metragens. Os esforços do estúdio não passaram despercebidos, pois também ganhou vários prêmios de prestígio, incluindo;

• 11 prêmios Grammy,
• 20 Prêmios da Academia e
• 8 prêmios Globo de Ouro

A seguir, uma resenha dos dez principais filmes da Pixar.

Índice

1. Toy Story (1995)



O primeiro filme animado por computador da Pixar também é um dos melhores projetos do estúdio. Toy Story sem dúvida mudou a indústria de produção cinematográfica, introduzindo novas dimensões na forma como contamos histórias por meio dos filmes.

Uma das melhores coisas sobre este filme animado por computador é a incorporação de profundidade intelectual. Usando brinquedos, Toy Story retrata adequadamente as lutas intelectuais, emocionais e imaginativas pelas quais a criança média passa. Essas lutas são ilustradas de uma maneira que as torna compreensíveis para crianças e adultos.

poemas românticos para convidar uma garota para sair

2. Monsters, Inc. (2001)

Depois de usar brinquedos em Toy Story para explorar as lutas intelectuais e emocionais pelas quais as crianças passam, a Pixar decidiu adicionar um elemento mais novo e emocionante a seus filmes - os monstros. Monsters, Inc. tenta capturar o medo das crianças do escuro.

O filme apresenta John Goodman como um gigante de pêlo azul chamado James P. “Sully” Sullivan, junto com seu assistente caolho chamado Mike Wazowski (Billy Crystal).

James e Mike trabalham para uma fábrica de processamento de gritos chamada Monsters, Inc. Basicamente, a empresa processa os gritos produzidos por crianças assustadas por monstros escondidos em seus armários e debaixo de suas camas. O que diferencia Monstros, Inc. da maioria dos filmes com temática de monstros é que ele não se concentra em assustar ou confundir as crianças. É um grande prazer com o qual a maioria das crianças pode se identificar sem ter pesadelos perturbadores.

3. Procurando Nemo (2003)

De acordo com a maioria dos críticos, Procurando Nemo é, sem dúvida, o filme de animação por computador mais hilário da Pixar até agora. Mas por baixo do humor, o filme também aborda os temas da família lealdade e aventuras espetaculares. Ele também tenta destacar a importância da conservação ambiental.

No filme, um excessivamente protetor Marlin (voz de Albert Brooks) se separa de seu filho Nemo (voz de Alexander Gould) na Grande Barreira de Corais. Nemo é acidentalmente transportado para longe de sua casa no oceano e acaba em um tanque de peixes. O que se segue é uma excursão cintilante que traz em foco a beleza intocada do oceano.

4. Os Incríveis (2004)

Bob Parr, popularmente conhecido como “Mr. Incrível ”já foi um grande lutador que salvou milhões de vidas do mal. Quinze anos depois de se aposentar do 'serviço ativo', Bob, junto com sua igualmente famosa esposa super-herói e seus três filhos, decidem adotar identidades civis. Ele agora trabalha como avaliador de sinistros de seguros.

No entanto, a vida de um civil não parece muito emocionante e Bob tem que enfrentar o tédio e o drama conjugal incessante. Ele gostaria de poder voltar para sua vida de super-herói. Felizmente para ele, uma oportunidade de ouro se apresenta depois que ele é misteriosamente convocado para uma ilha remota onde deve assumir uma missão secreta.

5. Ratatouille (2007)

Se você tem filhos pequenos, já entende o ataque diário de tentar fazer com que seus filhos comam o que comem. As crianças são naturalmente programadas para ver a comida como algo verde e chato que, se tivessem a chance, prefeririam passar sem.

A menos, é claro, que o alimento em questão seja doce, chocolate, pizza ou outro lixo. Felizmente, seus filhos podem simplesmente mudar sua percepção sobre a comida depois de assistir a esta cativante animação por computador da Pixar.

O filme segue em homenagem a um rato chamado Remy, que está determinado a se tornar um chef famoso, apesar dos desejos de seus pais e do fato de que os roedores não são bem-vindos na indústria. Remy se encontra em um restaurante em Paris, o que é ótimo, pois o restaurante é uma obra de seu próprio modelo culinário. Ele se junta ao menino do lixo do restaurante chamado Linguini, que imediatamente reconhece seus talentos culinários impressionantes.

6. WALL-E (2008)

Este é um dos melhores filmes da Pixar que combina de forma criativa os elementos da ficção científica e do humor. Ao contrário do Finding Nemo, que defende a conservação ambiental com foco especial no oceano, WALL-E destaca a importância de conservar o planeta como um todo.

Ele fala sobre a ganância, a gula e a destruição desenfreada da Mãe Natureza da humanidade. Mas não para por aí. A animação vai mais longe ao alertar sobre as possíveis implicações da destruição ambiental.

O filme gira em torno de Waste Allocation Load Lifter Earth-Class (WALL-E), que descobre uma vocação superior na vida após anos colecionando bugigangas. Aparentemente, WALL-E encontrou a chave para desbloquear o futuro do planeta. Um robô chamado EVE aprende sobre as descobertas de WALL-E. Ela decide se reportar aos humanos, que aparentemente estão presos no espaço e esperando para voltar para casa quando o planeta estiver seguro.

7. Up (2009)

Up é sobre um vendedor de balões de 78 anos, Carl Fredricksen, que sempre sonhou em embarcar em aventuras selvagens pela América do Sul. Desejoso de realizar seus sonhos, Carl amarra milhares de balões em sua casa e decola.

Carl está viajando ao lado de seu companheiro de 8 anos, chamado Russell. Enquanto a casa de Carl pousa, a dupla descobre que a selva que sempre desejaram explorar está infestada de predadores ferozes. Eles imediatamente formam uma equipe formidável em uma tentativa de conquistar as feras e vilões.

8. Brave (2012)

Brave é o primeiro filme da Pixar estrelado por uma protagonista feminina. O filme usa vários elementos, como a individualidade e a beleza do cabelo humano, para promover as ideologias de empoderamento feminino. Brave segue atrás de uma heroína chamada Merida, que é dotada de habilidades impressionantes de tiro com arco.

Embora ela tenha nascido no palácio, os olhos de Merida não estão fixos no trono, nem ela está interessada em seguir os ditames do reino. Seu desafio contínuo joga o reino no caos.

9. Inside Out (2015)

Inside Out tenta visualizar e personificar algumas das emoções humanas mais dominantes. O filme gira em torno de uma jovem chamada Riley. O início da vida de Riley como meio-oeste é abruptamente interrompido quando seu pai consegue um emprego em San Francisco. Como acontece com qualquer criança nova, Riley encontra desafios para se ajustar à sua nova vida em San Francisco.

Para superar a turbulência, ela confia em sua maior emoção, Joy (Amy Poehler), que a ajuda a permanecer objetiva e positiva. No entanto, Riley também tem outras emoções, incluindo Medo (Bill Hader), Desgosto (Mindy Kaling), Raiva (Lewis Black) e Tristeza (Phyllis Smith). Embora essas emoções guiem diligentemente as ações e comportamentos de Riley, elas não são necessariamente imunes a conflitos.

10. Coco (2017)

Coco é uma excelente recomendação para quem procura uma prévia da diversificada cena cultural do México. Os temas de família e aventura também aparecem ao longo do filme. A animação apresenta Miguel (voz de Anthony Gonzalez), que almeja ser um músico consagrado, assim como seu ídolo musical Ernesto de la Cruz (voz de Benjamin Bratt).

Em uma reviravolta repentina, Miguel acaba na Terra dos Mortos. Ele conhece um trapaceiro chamado Hector (voz de Gael Garcia). Juntos, eles embarcam em uma jornada para descobrir a verdadeira história por trás da família de Miguel.

Palavra final

Todos os 22 filmes da Pixar trazem lições únicas e fundamentais. Os filmes também são engenhosamente direcionados a crianças e adultos. Sinta-se à vontade para pegar qualquer um dos filmes que analisamos aqui para aproveitar a experiência definitiva da Pixar.