Chefe de gabinete de Trump, Mark Meadows, infectado pelo coronavírus

Meadows continuou envolvido no esforço pós-eleitoral de Trump para contestar votos em vários estados onde ele segue o ex-vice-presidente Joe Biden, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

A infecção de ajudantes de Pence levanta novas questões sobre a resposta de Trump ao vírusO Chefe de Gabinete da Casa Branca, Mark Meadows, durante uma entrevista para a televisão fora da Casa Branca no domingo, 25 de outubro de 2020. (Stefani Reynolds / The New York Times)

O chefe de gabinete do presidente Donald Trump, Mark Meadows, disse a associados que tem coronavírus, de acordo com pessoas familiarizadas com o assunto, aumentando os surtos ligados à Casa Branca.

Não ficou claro quando Meadows soube que havia contraído o vírus ou se havia desenvolvido sintomas de Covid-19, a doença causada pelo vírus. Ele informou um círculo fechado de conselheiros após a eleição de terça-feira, disse uma das pessoas.

Meadows não respondeu a vários pedidos de comentário. Os porta-vozes da Casa Branca não responderam a vários e-mails e mensagens telefônicas solicitando comentários.

Leia | Como a Casa Branca desrespeitou as regras básicas do coronavírus

Um assessor de campanha de Trump, Nick Trainer, também está infectado, de acordo com duas pessoas familiarizadas com o assunto. Ele e porta-vozes da campanha não quiseram comentar.

Meadows continuou envolvido no esforço pós-eleitoral de Trump para contestar votos em vários estados onde ele segue o ex-vice-presidente Joe Biden, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

Pessoas familiarizadas com o assunto pediram para não serem identificadas porque os dois casos não haviam sido divulgados.

Mais de três dezenas de pessoas associadas ao presidente ou à Casa Branca foram infectadas pelo vírus, incluindo o presidente, sua esposa, Melania, e seu filho mais novo, Barron. O chefe de gabinete do vice-presidente Mike Pence, Marc Short, e outros assessores testaram positivo para o vírus no final do mês passado, pouco antes da eleição.

Meadows estava ao lado da cama de Trump quando o presidente foi hospitalizado no mês passado com Covid-19.

A maneira como Trump lidou com a pandemia foi mal avaliada pela maioria dos americanos em pesquisas de opinião pública e é vista como uma das principais razões para ele perder a reeleição para Biden.