Turquia abate avião russo, Putin alega traição; OTAN fará reunião de emergência

De acordo com os relatórios, o ministério disse na terça-feira que o avião estava em uma missão de bombardeio na Síria e caiu depois de ter sofrido um ataque de artilharia terrestre.

TurquiaA Turquia abateu um avião de guerra russo na terça-feira, 24 de novembro de 2015, alegando que ele havia violado o espaço aéreo turco e ignorado repetidos avisos. A Rússia negou que o avião cruzou a fronteira com a Síria para os céus da Turquia. (Foto AP)

A Turquia confirmou que abateu um avião de guerra russo na terça-feira, alegando que havia violado o espaço aéreo turco e ignorado repetidos avisos. A Rússia negou que o avião cruzou a fronteira com a Síria para os céus da Turquia.

Estamos investigando as circunstâncias da queda do jato russo, disse o Ministério da Defesa da Rússia. O Ministério da Defesa gostaria de ressaltar que o avião esteve sobre o território sírio durante todo o vôo.

O presidente Vladimir Putin chamou a queda de um caça a jato russo pela Turquia de uma facada nas costas perpetrada por cúmplices de terroristas, dizendo que o incidente teria consequências graves para as relações de Moscou com Ancara.

Falando no resort russo de Sochi, no Mar Negro, antes de uma reunião com o rei Abdullah da Jordânia, Putin disse que o avião abatido, que a Turquia disse ter alertado repetidamente, foi atacado dentro da Síria quando estava a 1 quilômetro da fronteira com a Turquia e caiu 4 quilômetros dentro da Síria.

A OTAN realizará uma reunião de emergência na terça-feira em Bruxelas sobre o abate de um avião russo.

O porta-voz do presidente Vladimir Putin classificou a queda de um avião de guerra russo Su-24 na Síria como um incidente muito sério, mas disse que é muito cedo para tirar conclusões.

A Rússia disse que o Su-24 foi abatido por fogo de artilharia, mas a Turquia afirmou que seus F-16 dispararam contra o avião russo depois que ele ignorou vários avisos. O ministério disse que os pilotos pularam de paraquedas, mas acrescentou que Moscou não teve mais contato com eles.

Imagens de vídeo do incidente mostraram um avião de guerra em chamas antes de cair em uma colina e dois membros da tripulação aparentemente caindo de paraquedas com segurança.

Um comunicado militar turco disse que o avião entrou no espaço aéreo turco na cidade de Yaylidag, na província de Hatay. Ele disse que o avião foi avisado 10 vezes no espaço de 5 minutos

Rami Abdurrahman, que chefia o Observatório de Direitos Humanos da Síria com sede na Grã-Bretanha, disse que o avião de guerra caiu na região das montanhas do Turcomenistão, na província costeira de Latakia.

A região das montanhas do Turcomenistão foi alvo de uma ofensiva do governo nos últimos dias, sob a cobertura de ataques aéreos russos.

No mês passado, jatos turcos abateram um drone não identificado que disse ter violado o espaço aéreo da Turquia.